Turismo com aventura, mesmo que não seja de aventura


Imagem
Cada vez mais popular o turismo de aventura é movido a adrenalina.  Relacionado diretamente à prática do esporte de aventura não competitivo, neste segmento turístico  o risco, mesmo baixo, faz parte das atividades.
Já o turismo com aventura não se encontra classificado, já foi muito popular em um tempo que as comunicações eram difíceis e a oferta de serviços turísticos não era tão abundantes. O turismo com aventura tem elementos do turismo de aventura, a adrenalina, ainda que não seja isto que mova o turista; e o risco, não só à segurança, mas financeiro, à saúde, etc.
É impossível acreditar que em pleno século XXI, com todas as facilidades de comunicação, com informações abundando na internet, ainda haja quem viaje sem reservar hotel, desconhecendo como chegar aos lugares que deseja conhecer, sem o mínimo planejamento, e o pior que mesmo no destino esta pessoa não busque informações oficiais ou de fontes comprovadamente confiáveis, guiando-se unicamente por sua intuição, instintos ou em ouvir dizer.
Imagine esta situação: a pessoa está em Aracaju e resolver ir por conta própria a Mangue Seco, que como quase todos sabem fica na Bahia, mas o acesso mais disponível é por Sergipe. Talvez por ter ouvido falar que Jorge Amado viveu uns tempos em Estância, talvez por ter sabido que a Praia do Saco fica em Estância  e está em frente a Mangue Seco, esta pessoa resolve sair de Aracaju  por conta própria e usando transporte público ir até Mangue Seco. O primeiro passo que ela dá é adquirir uma passagem até Estância, e de lá tentar chegar a Mangue Seco, o que acontece? Quando ela chega a Estância descobre que para ir a Mangue Seco teria que ter ido ao Povoado Pontal, que fica no município de Indiaroba, e que um taxi de Estância até o Povoado Pontal é caro, resultado a pessoa queria economizar com a agência de viagem, ou ter mais liberdade e tudo que conseguiu foi frustração. No município de Estância até há um ponto de partida de lanchas para Mangue Seco, fica em  Porto Cavalo, que é distante da cidade de Estância, e não tem transporte público disponível co facilidade, além do mais esta pessoa teria que alugar uma lancha, o que não é exatamente barato.
Uma outra situação comum é aventurar uma hospedagem, e a maior aventura é fazer isto no período de alta estação. É incrível, mas ainda há quem o faça, resultado, pode até encontrar uma vaguinha naquele hotel com preço nas alturas, e gastar em uma noite todo orçamento de hospedagem reservado para uma semana. A segunda opção seria dormir na rua, ou encontrar uma vaga em um daqueles estabelecimentos em que as paredes mofadas e descascadas são parte da decoração. Em ambos casos, se não está com crianças o melhor custo benefício talvez seja ir para um motel.
Mas em tempos de internet é melhor não dar bobeira e se informar antes, a internet está cheia de blogs com dicas de viagem, dois bons exemplos são o Viagem na Viagem, do amigo, e conterrâneo, ainda que nascido no Rio Grande do Sul e more em São Paulo, Ricardo Freire, e os conterrâneos Miss Check-in, da Anna Guimarães, e A Gente Viaja.

Anúncios

4 comentários sobre “Turismo com aventura, mesmo que não seja de aventura

    1. Oi Ana,
      O prazer é meu ter a sua visita, meniconei o seu blog porque realmente merece ser acompanhado,suas dicas são muito válidas. SIga em frente.
      Quando eu rearrumar a minha vida ou deixa de ser workaholic pretendo blogar com mais frequencia.
      A propósito a minha filhota lva para a escola uma caneta rosa (a cor preferida dela) do Miss check-in.
      Abraços
      Carlos Nascimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s